Reciclagem - Revalorização

RECICLAGEM DE PET

A reciclagem acontece em três etapas básicas:

1- Recuperação – que se inicia no momento do descarte e termina com a confecção do fardo, que se torna sucata comercializável.

2- Revalorização – com início na compra da sucata em fardos e fim na produção de matéria-prima reciclada.

3- Transformação – final do processo completo de reciclagem, é a utilização da matéria-prima oriunda das garrafas de PET pós-consumo para a fabricação de inúmeros

Como acontece a

REVALORIZAÇÃO

Moagem e lavagem de PET: produzindo matéria-prima reciclada.


- Os fardos de garrafa entram na plataforma onde serão desfeitos.

- Após este procedimento as garrafas são colocadas na esteira de alimentação da peneira rotativa.

- Na peneira é feita a primeira etapa de lavagem das garrafas.

- São retirados os contaminantes maiores (pedras, tampas soltas, etc) que podemter aderido às garrafas. As garrafas passam então para a esteira de seleção.

- Na esteira de seleção é monitorada a presença de outros materiais (ex.: PVC,PP, PE), inclusive os metais que são acusados pelo detector adequado. As garrafas caem na esteira de alimentação do moinho.

- O material moído é retirado e parte da água suja é separada do processo.

- Passa pelos tanques de separação, onde além de ser feita a separação dos rótulos e tampas poderá ser feita a adição de produtos químicos para beneficiamento do processo.

- Após os tanques o material é introduzido em outro moinho até obter a granulometria adequada.

- O material é transportado pneumaticamente até lavador, onde é feito o enxágue, saindo diretamente para o secador.

- O material é retirado do secador por um transporte pneumático indo para osilo, passa por detector de metais não ferrosos (ideal), de onde é retirado ecolocado em big-bags (sacolas de aproximadamente 1m3) estando pronto para ser enviado à industria de transformação.

Recomendações:
- Processamento mínimo de 150 toneladas de garrafas por mês
- Um galpão com uma área de 1000m2
- Área mínima de estoque 1000m2

Esquema para planta de moagem (produção de flocos)

  Esquema paraplanta de moagem

B. CLASSIFICAÇÃO
Classificação em esteira transportadora.


C. MOAGEM E LAVAGEM
Moagem e lavagem contínuos. É muito importante ter certeza de que nesta etapa, nenhum outro tipo de plástico seja moído juntamente com o PET.

É bom lembrar que moinhos para polietileno e polipropileno não servem para moer o PET, a menos que sejam feitas adaptações no equipamento.

Deverá ser feita uma manutenção periódica das facas dos moinhos.

D. ENXAGÜE

E. SEPARAÇÃO
Tanque de separação e descontaminação. Aqui o plástico das tampas  e rótulos são separados do PET, qua afunda.

F. PRÉ-SECAGEM
Pré-secador composto de centrífuga .

G. SECAGEM E ELIMINAÇÂO DE PÓ
Secador contínuo elétrico a ar quente, com ventilador e sistema para exaustão do pó.

H. CLASSIFICAÇÃO DAS PARTÍCULAS (OPCIONAL)
Classificador de partículas e eliminador de pó de peneiras vibratórias e separador.

I. ENSACAGEM
Um ensacador.

Próxima etapa: Transformação, produzindo artigos para o dia-a-dia


LevPet

Busca

Associados

http://www.amcor.com http://www.alpla.com http://www.engepack.com.br http://www.unnafibras.com.br http://www.gneuss.com http://www.husky.ca http://www.krones.com.br http://www.piovan.com http://WWW.GRUPPOMG.COM.BR http://www.polymetrix.com www.pqspe.com.br www.resilider.com.br www.globalpetsa.com.br http://http://www.novapack.com.br/

Acesso


  
Esqueci minha senha...

Newsletter