Garrafas - Fabricação

Fabricação das Garrafas e Frascos: o Sopro das Preformas

 

A transformação da resina PET em garrafas, frascos, potes ou outros tipos de embalagem, ocorre em 7 etapas distintas e as três últimas são aquelas referentes à produção da garrafa propriamente dita:

  1. Secagem
  2. Alimentação
  3. Plastificação
  4. Injeção
  5. Condicionamento
  6. Sopro
  7. Ejeção do produto.


5- No condicionamento a pré-forma recebe um tratamento térmico diferenciado, aquecendo-se mais onde for necessário – conforme o desenho da embalagem - otimizando o sopro. Esse condicionamento pode ser realizado de duas maneiras diferentes, conforme o sistema adotado para o sopro das embalagens:

 

a)  um estágio (também conhecido como integradoou ciclo quente)

b)  dois es tágios (também conhecido comociclo frio)

No sistema de um estágio (a) é possível variar mais a produção de formas e tamanhos para os frascos e garrafas, embora a produtividade seja inferior.

 

Neste sistema, a preforma segue do molde de injeção diretamente para o condicionamento a uma temperatura emtorno de 100ºC.

No sistema de dois estágios (b) a prioridade é a velocidade de produção, assim, as preformas são injetadas (primeiro estágio) em grandes quantidades e estocadas, sendo enviadas posteriormentepara o local onde o sopro será feito (segundo estágio) conforme a necessidade. Neste sistema, a preforma é injetada previamente. Para ser soprada, chega fria do estoque e entra no forno, onde a região a ser estirada será condicionada. Uma vez atingida as temperaturas ideais, a preforma está preparada e otimizada para etapa seguinte.

6- No sopro, a pré-forma é colocada, geralmente com o auxílio de robôs, dentro do molde, cuja cavidade tem a forma final da embalagem.
Um pino penetra no gargalo da pré-forma para estirá-la, e é soprado o ar comprimido no seu interior.  O corpo da  preforma é inflado de forma controlada com a ajuda de uma haste de estiramento. Desta maneira, a pré-forma é estirada, orientando as moléculas de PET nas direções radial e axial, isto é, bi-orientada, até que encoste na cavidade do molde de sopro e adquira sua forma final.

7- Finalmente, a embalagem soprada é retirada ou ejetada da máquina, pronto para o envase.

A produção de Garrafas de PET é normalizada pela Associação Brasileira de Normas Técnicas através da NBR15395:2006. O documento pode ser adquirido diretamente com a ABNT.

 

A Abipet recomenda a leitura do guia Diretrizes para Projeto de Garrafa, disponível no site para download.


LevPet

Busca

Associados

http://www.amcor.com http://www.alpla.com http://www.engepack.com.br http://www.pqspe.com.br/ http://www.unnafibras.com.br http://www.buhlergroup.com http://www.gneuss.com http://www.husky.ca http://www.krones.com.br http://www.piovan.com WWW.GRUPPOMG.COM.BR

Acesso


  
Esqueci minha senha...